• vitormaleite

Atualizado: 3 de jun.


Na correria do dia a dia, nós não escolhemos lugar para conversar com os nossos amigos ou colegas de profissão. Em um restaurante, café público, dentro do Uber, no elevador ou qualquer outro lugar, conversamos sobre diversos assuntos, mas precisamos ter atenção quando o assunto for sobre negócios.


Talvez a gente não perceba, mas aquela pessoa que está na mesa ao lado pode trabalhar em um concorrente seu, ser alguém que esteja com más intenções e como você estava falando alto, consequentemente essa pessoa ouviu tudo que você disse sobre as falhas de segurança da sua empresa, da insatisfação de alguns funcionários ou do produto novo que será lançado em algumas semanas.


Todas as informações de negócios de sua empresa ou de seus clientes não pode de maneira alguma se tornar pública. Eu particularmente, desde que entrei na área de segurança me policio para evitar que isso aconteça e te recomendo fazer o mesmo. Afinal:


Discutir questões de negócio em lugares públicos é como compartilhar segredos íntimos em um restaurante calmo (tradução livre, mediapro)

E é por isso que o ditado das "paredes têm ouvidos" cai tão bem.


Foto principal: by Emma Frances Logan on Unsplash

  • vitormaleite

Como você descarta os documentos que chegam em sua casa ou aqueles que não são mais necessários na sua empresa?


Já parou para pensar que apenas jogar aquela nota fiscal, boleto, relatório, recibos de compras, condomínio ou qualquer outro documento que contenha informações pessoais ou sensíveis na lixeira, expõe você ou a sua empresa a riscos?


Acredite, você pode até nem perceber, mas uma pessoa mal intencionada pode chegar a vasculhar o lixo que é gerado do seu prédio ou da sua empresa antes daquele caminhão de lixo levar tudo.


Informações Médicas, balanço da empresa, nomes, e-mails, telefones...todas as essas informações são extremamente valiosas para alguém que deseja obter alguma vantagem ilícita.


O nome dessa prática de vasculhar o lixo em busca de informações sensíveis em inglês é Dumpster Diving ou Trashing.


Particularmente, aqui em casa eu ainda não possuo uma trituradora, o que para mim seria o mais indicado, mas, costumo picotar todo documento que contenha informações pessoais e que considero sensíveis de maneira que não se possa chegar a informação juntando os pedaços. Vejam um exemplo do que faço quando recebo alguma entrega:

E vocês? Estão usando alguma outra forma para descartar?


Para complementar o que conversamos, segue dois vídeos interessantes que abordam o tema discutido:




  • vitormaleite

Atualizado: 27 de mar.



Domingo, 20/03/2022, foi dia da semi-final do Campeonato Carioca entre Flamengo x Vasco e como sou flamenguista obviamente assisti o jogo. E como sempre, após os jogos costumo ler os comentários no Twitter sobre a partida. Infelizmente, dessa vez me deparei com alguns tweets de uma perfil bastante racista:





Os Tweets desse perfil gerou uma revolta conjunta e todos que viram, inclusive eu, se juntou para denunciá-lo, afinal racismo é crime e não podemos aceitar esse tipo de situação em nenhum lugar:


De acordo com a nossa Constituição Brasileira, desde 1989 o racismo é considerado crime, lei 7.716 e esses casos quando acontecem nos irrita, nos revolta, mas "em vez de só bloquear quem fez a postagem, ou discutir com ela por meio de comentários", prefira denunciar. É a melhor forma de punir quem comete esse crime.


Para facilitar abaixo listo os links de como fazer as denúncias quando vocês se depararem com algum tipo de conteúdo ou situação dessas nas principais redes sociais:


Twitter: Report a tweet

Linkedin: Como denunciar conteúdo e mensagens inadequadas ou preocupações de segurança

Facebook: Denunciar algo

Instagram: Denunciar Publicação


Assim, estaremos combatendo quem comete esse crime, de maneira que cada vez mais tenhamos também um ambiente digital mais respeitoso e sem esse mal da sociedade.


Fonte: uol.com.br e Imagem do título: correiobraziliense.com.br/